E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Caderneta de Poupança, pior resultado desde 2003

Caderneta de Poupança, pior resultado desde 2003

Historicamente, o povo brasileiro adora colocar suas economias numa Caderneta de Poupança. Mas ultimamente isso tem gerado prejuízos silenciosos para os poupadores.

A caderneta de poupança teve seu segundo mês consecutivo de perdas para a inflação.

 

Em Janeiro de 2015 a rentabilidade nominal da Caderneta de Poupança foi de 0,59% enquanto o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) que é um dos índices de inflação oficiais do Governo, ficou em 1,24%.

Isso representa que sua caderneta de poupança perdeu 0,64% no mês de Janeiro de 2015. Esse é o pior resultado mensal desde Janeiro de 2003.

 

Se olharmos o acumulado dos últimos 12 meses, a caderneta de poupança rendeu 7,09% enquanto a inflação foi de 7,14%.

Isso quer dizer, que você está perdendo valor de compra, pois o rendimento não consegue nem remunerar a desvalorização do dinheiro no tempo, a Inflação.

 

Infelizmente a situação só tende a piorar visto que já sabemos que a inflação está descontrolada, embora o governo tente nos provar o contrário.

As projeções da inflação para 2015, já ultrapassam os 7%.  Mas na prática, sentimos no bolso, ao ir no supermercado, uma inflação muito maior do que essa divulgada.

 

A caderneta de poupança é uma forma de deixar o dinheiro que você poderá precisar utilizar no curto prazo, dentro de 12 meses. Pois ela traz a facilidade do poupador poder sacar no momento que desejar sem a cobrança de Imposto de Renda sobre a rentabilidade. 

 

Mas se você tem dinheiro na Caderneta de Poupança a mais de 12 meses e não tem previsão de utilizar esse dinheiro nos próximos meses, tire imediatamente e invista o dinheiro em outro tipo de investimento, que tenha uma rentabilidade maior que a inflação.

 

Caso tenha dúvidas, entre em contato.

 

Até a próxima semana.

 

Cristiano Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0