E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

É na crise que se cresce

É na crise que se cresce

crise-thumb

Fico impressionado com a atitude de alguns empresários diante da crise que nos sobreveio. Uma boa parcela deles acredita que o ideal é ficar escondido e não fazer nada. Quando a crise passar, poderão então continuar normalmente  com suas empresas. Acreditar nisso é o mesmo que acreditar em Papai Noel, Branca de Neve e Saci Pererê.

A única maneira de enfrentar uma crise e não capitular é com atitudes. Qualquer empresa é feita na sua essência de clientes. E clientes são voláteis e mutantes. Migram para onde for mais conveniente ou atrativo. Por isso há a necessidade de constantemente estarmos presentes em suas mentes e corações. Digamos que isso serve como um antídoto contra essa estranha volatilidade e necessidade de estar pulando de galho em galho.

O que pode ser feito? T om Peters disse certa vez que é na crise que se cresce. Confesso que custei a entender isso. No entanto hoje sei que essa é uma estratégia poderosa.

Numa crise, os empresários ficam avessos a qualquer tipo de investimento, especialmente em Marketing. Acreditam que seus clientes são leais e mesmo sem fazer nada, quando a crise passar, continuarão a comprar. Como já dissemos, isso é uma falácia. É o mesmo que estar num cadafalso com uma corda no pescoço e acreditar que o carrasco não puxará a alavanca.

São nesses momentos que as empresas precisam mostrar que estão ao lado de seus clientes. Que continuam preocupados com suas necessidades. É preciso defender com unhas e dentes as posições já alcançadas. É preciso Ação. É preciso investir e fazer movimentos contrários. “Só os peixes mortos descem a correnteza”.

Na crise o jogo da sedução e do encantamento dos clientes pode ser jogado sem concorrentes. Enquanto seus concorrentes estão escondidos esperando a crise passar, você está conquistando suas posições e seus clientes. Você pode estar dizendo que é fácil falar. É verdade! Mas também é fácil ficar escondido e não investir. Porém, os resultados das duas decisões são bem diferentes.

Grande abraço a todos,

Fernando Fernandes

www.programacases.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0