E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Empreender é uma arte

Empreender é uma arte

Empreender é arte para muitos, porém para algumas pessoas não deixa de ser um grande quebra cabeça principalmente em épocas de crise. Nem todos nasceram para ter uma empresa própria ou desenvolver ideias criativas criando oportunidades diferentes de negócios. Empreender é muito mais do que apenas abrir um estabelecimento comercial ou registrar a abertura de uma empresa nos órgãos competentes. Apesar de o empreendedorismo ser considerado o estudo voltado para o desenvolvimento das habilidades e competências relacionadas a um projeto comercial ou técnico-científico, empreender é realizar, fazer acontecer e executar, e neste quesito, nem todos são exímios na arte.

 

Há algumas características que toda pessoa precisa ter para ser um bom empreendedor, além da vontade, que são as seguintes:

  • Criatividade;
  • Organização;
  • Planejamento;
  • Responsabilidade;
  • Liderança;
  • Visão estratégica;
  • Coragem para assumir riscos;
  • Persistência;
  • Comunicação;

 

A crise econômica que paira atualmente no país tem feito com que alguns empreendedores desistam de suas empresas simplesmente pelo fato de não serem inovadores ou não saberem qual a melhor direção a tomar, a fim de evitar o endividamento e os estoques encalhados. Anos antes com a febre do comércio algumas pessoas optaram em ter franquias, por acreditarem que com uma marca mais estabelecida no mercado poderiam ter um retorno imediato de seus investimentos, porém como tudo no Brasil, não é bem assim que as coisas funcionam.

 

O imediatismo nunca foi bom companheiro a nenhum empreendedor, pois toda empresa necessita de um bom planejamento antes mesmo de cabecear uma ideia, produto ou mercado, ou seja, uma boa viabilidade de negócios se faz necessário antes mesmo de começar a pensar em abrir uma nova empresa.

 

Ideias criativas devem ser colocadas no papel e registradas nos órgãos competentes, bem como pesquisar o mercado que se deseja atingir seja com o serviço ou produto a ser comercializado, o que para muitos indivíduos acabam sendo ignorados. Indiferente da crise econômica que assola o país deve-se ter em mente a necessidade de ser ter um bom caixa financeiro para não ficar contando com vendas rápidas e lucro fácil, pois toda empresa tem certo tempo de maturação para obter lucro, não esquecendo que o dinheiro que entra primeiro é sempre aquele que irá pagar os custos de abertura, estoque, investimentos e despesas diversas.

 

No Brasil são criados em torno de 1,2 milhões de novos empreendimentos anualmente, sendo 99% micro, pequenas empresas e empreendedores individuais, porém a taxa média de sobrevivência dessas empresas é de dois anos devido à falta de planejamento e gestão da maioria delas, portanto antes mesmo de tomar a decisão de investir o fundo de garantia ou suas economias na abertura de uma empresa, veja se esta é a única saída para a falta de emprego em tempos de crise econômica.

 

Até o nosso próximo artigo.

Marisa Diniz

 

 

 

 

       

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0