E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Erros na hora de pensar na aposentadoria

Erros na hora de pensar na aposentadoria

Esse é um tema muito interessante, no qual devemos nos preocupar o mais rápido possível, pois quanto mais cedo você poupar para programar sua aposentadoria, melhor.

 

A aposentadoria que você vai receber do governo (INSS) com certeza não suprirá todas as suas necessidades. Não podemos esquecer que na medida que a idade vai avançando, os gastos com saúde aumentam muito.

 

Por outro lado, existem os Planos de Previdência Privada, os famosos PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres) e o VGBL (Vida Gerador de Benefícios Livres) que diferem apenas na questão tributária, onde no primeiro existe a possibilidade de abatimento do valor investido na Declaração de IR, no limite de máximo de 12% do rendimento bruto anual, isso é, se você possui renda de R$ 100 mil no ano, pode investir R$ 12.000 no PGBL abatendo esse valor da sua renda declarada. Mas não esqueça, você não deixa de pagar o IR, apenas posterga para quando for sacar, onde o IR terá incidência sobre o total poupado no período e não apenas sobre a rentabilidade como acontece no VGBL.

 

Mas ao pensar na aposentadoria, acabamos por cometer alguns erros:

 

1-Contratar um Plano de Previdência Privada sem antes conhecer todas as taxas cobradas:

 

Existem várias taxas que são cobradas nesse tipo de produto financeiro. Podemos notar, entre as instituições financeiras, diferenças entre os percentuais aplicados. Corra daqueles bancos que cobram taxas altas, pois quanto mais taxas, menos rentabilidade e isso pode impactar muito seu plano de aposentadoria no longo prazo.

 

As taxas usualmente cobradas são: Taxa de Carregamento, Taxa de Administração, Taxa de Saída para quando solicita resgate antes do final do plano e em alguns casos, Taxa de Performance.

 

Exemplo: Um plano que possui Taxa de Carregamento de 4% significa que você já sai perdendo 4% a cada aporte mensal. Num aporte de R$ 1.000 só entram R$ 960 na sua conta.  Pesquisas revelam que tanto o PGBL quando o VGBL não são as melhores formas de investir para a sua aposentadoria. Você mesmo pode programar sua aposentadoria com disciplina ou com a ajuda de um consultor financeiro.

 

2-Ser muito conservador

 

Quando iniciamos um plano de aposentadoria, seja utilizando ações, fundos de ações, títulos públicos ou então os planos de previdência privada de longo prazo, não podemos ser muito conservadores. Em um plano de 30 anos, por exemplo, você deve ser mais agressivo no início (percentual maior em renda variável) e na medida que o plano for chegando ao final você vai direcionando mais recursos para a renda fixa. Já existem produtos que fazem isso automaticamente, onde a cada ano que passa, aumenta o percentual da carteira em renda fixa, como títulos públicos, reduzindo o percentual em renda variável, como ações.  Claro, tudo isso sempre levando em conta a idade do investidor.

 

3-Pensar que ainda não é tempo de pensar na aposentadoria

 

Tendemos a deixar as coisas para depois, no corre-corre do dia-a-dia, não temos muito tempo para pensar nisso. Aí que mora o perigo, pois quanto mais cedo começarmos a poupar para nossa aposentadoria, menos dinheiro precisamos desembolsar mensalmente.

 

Enfim, a aposentadoria é um momento da vida em que devemos buscar a realização de sonhos até então não realizados. Abrir um novo negócio ou fazer uma grande viagem. Não esqueça que a expectativa de vida tem crescido bastante e é provável que nossa geração vá até os 90 ou 100 anos. Portanto, comece a poupar desde já e faça de seu futuro um lugar tranquilo para você e sua família.

 

Um grande abraço e uma ótima semana.

 

Cristiano Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0