E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Estratégia – como e quando usá-la

Estratégia – como e quando usá-la

Business-Strategy

Você que viu o filme “Tropa de Elite” deve lembrar-se quando o Capitão Nascimento fala de Estratégia em várias línguas.

Anteriormente, estratégia era um termo usado apenas no âmbito militar. Com o tempo,  passou também a ser usado no mundo corporativo.

De lá para cá, nunca se falou tanto em Estratégia como nos últimos anos. Na verdade, as empresas nunca precisaram tanto dela como hoje.

No mercado surgiram especialistas com seus conselhos milagrosos sobre qual a melhor Estratégia para vencer.

No entanto, lá no fundo, a estratégia que foi defendida há algumas décadas pelas Escolas de Administração, tem se mostrado ainda muito credível – “encontrar um nicho interessante, desenvolver um plano para dominá-lo, e então se fortalecer”. Quem em sã consciência pode afirmar que isso está ultrapassado?

O problema é que a realidade de 1950 era bem diferente. Hoje, com o conhecimento disponível na palma das mãos, os consumidores tornaram-se da noite para o dia, em verdadeiros “especialistas”. Soluções outrora simples e eficaz, hoje são consideradas ultrapassadas. Por quê?

  • Porque os consumidores estão havidos por coisas novas.
  • Porque os concorrentes tem capacidade de respostas quase imediata.
  • Porque tudo está ao alcance de quase todos.
  • Porque tudo virou uma mesmice.

Por isso, as empresas investem fortunas com “Gurus” em Estratégia. Acredito que ainda se lembram do “Oceano azul”. Navegar em oceano azul e águas calmas é um grande desafio. Apenas algumas empresas conseguiram isso, como por exemplo, a Apple e seus últimos lançamentos.

Entretanto, acredito que a melhor estratégia para as empresas é se perguntar: por que existimos? Qual a nossa causa? Como podemos fazer para que  as pessoas se conectem à nossa causa? São perguntas óbvias que ficam sem respostas para a grande maioria das empresas.

Um grande abraço a todos,

 

Fernando Fernandes

www.programacases.com.br

Post Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0