E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Fórmula de Jack Welch

Fórmula de Jack Welch

A Liderança desenvolve um papel extremamente importante dentro de qualquer empresa. Assim como o Bumerangue só volta para nossas mãos quando lançado corretamente; assim também o Líder, só terá retorno positivo, se tratar corretamente sua Equipe.

Não se esqueça que liderar tem a ver com relacionamento. Liderar significa trabalhar em equipe. É imperativo que seus subordinados confiem em você para poder segui-lo.
Conhecer as pessoas de sua equipe e relacionar-se com elas é um caminho a percorrer. Preocupar-se saudavelmente com as pessoas, gera um espírito de gratidão. Seus colegas verão que são mais do que apenas um número no crachá.

Talvez você como líder esteja se perguntado o que fazer para conhecer melhor seus subordinados, a fim de poder atender suas necessidades.
Eu considero a fórmula de Jack Welch, “20 – 70 – 10” excelente nestas ocasiões, por exemplo:
Segundo Welch, 20% de sua equipe são o que podemos chamar de estrelas. Carregam o piano e fazem as coisas acontecerem. Sendo assim, não permita que as estrelas partam. Dê a elas 80% de seu tempo.

A turma dos 70% são aqueles que fazem o carrossel girar e merece constante atenção, pois alguns estarão prontos para ingressarem para o grupo seleto dos 20%.

Essa turma realiza um trabalho muito importante, porém precisam de supervisão constante.

Cabe você avaliar, checar, dar oportunidade para o crescimento de seus liderados.

O restante 10%, são os problemáticos. São aqueles descontentes, que adoram contaminar o ambiente e fazer terrorismo. Alguns são verdadeiros Talibãs

Se você já fez de tudo para recuperar alguns da turma dos 10%, cabe a você como líder, tomar a decisão de devolvê-los ao seu habitat. Deixe que partam e sejam felizes em outros lugares. De preferência, que partam para seu principal concorrente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1Comentário
  • Adriano Foss
    11 de maio de 2011 ás 12:55

    Adorei a parte. “De preferência, que partam para seu principal concorrente”. Durante 4 anos trabalhei na direção de uma fábrica onde a falta de pessoal qualificado era um problema. Muitas pessoas entram nas empresas sem nenhum compromisso com seus próprios afins. Convencê-los a se engajar para crescer é quase impossível. Esses 20% carregam muitas empresas nas costas, e muitas vezes são discriminados por seus colegas.

Total
0