E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

LIDERANÇA BUMERANGUE

LIDERANÇA BUMERANGUE

Venho falando muito na necessidade de treinamento, a fim de se obter a alta performance em vendas. Porém, vale à pena lembrar que nada disso adiantará se dentro da empresa seu chefe não colaborar.


A liderança, seja ela em que nível for, é fundamental para que o funcionário, ou as equipes, atinja seus objetivos. Na verdade, todo líder deseja que sua equipe, interna ou externa, desempenhe suas tarefas da melhor forma possível, conseguindo dessa forma os melhores resultados. Fazer a corporação obter lucros, essa é uma das tarefas do líder. Mas apenas isso, por si só, não se sustentará por muito tempo.

Após meus seminários, alguns participantes se queixam, dizendo que seus chefes não colaboram. Que é muito difícil implantar alguma estratégia ou simplesmente dar alguma idéia, pois seus chefes são verdadeiras malas.

Infelizmente alguns líderes, não sabem trabalhar em equipe, jogam apenas para a torcida, na tentativa de vender sua imagem para a alta diretoria. O que muitas vezes dá certo. Embora este sistema às vezes, produza resultados, Jack Welch, comenta que o trabalho continua sendo apenas trabalho. No entanto, pelo fato de nunca terem entrado no íntimo de seu pessoal, eles perderam algo. A atitude certa poderia ter enriquecido o trabalho.


“Temos que desfazer um conceito secular e convencer nossos gerentes de que o papel deles não é controlar as pessoas, e "ficar por cima”, e sim Orientar, Energizar e Estimular.” — JACK WELCH

O problema de muitos líderes é se concentrar demais nos pontos fracos de seus liderados. Isso tem gerado muita frustração entre os colaboradores. Por que não valorizar e premiar os pontos fortes? Pesquisas têm mostrado que as respostas são muito diferentes quando os líderes se concentram nos pontos fortes. Veja o livro


COMO CONSTRUIR UMA EQUIPE VENCEDORA


Através de pesquisas realizadas nos Estados Unidos, e também na Europa, sabemos que o que mantém um colaborador na empresa, não é apenas e tão somente o fator financeiro. Vejamos os resultados da pesquisa:

1° Reconhecimento

2° Oportunidade de crescimento

3° Ambiente de trabalho

4° Salário

Se estas pesquisas estão corretas, e acredito que sim, os funcionários de qualquer empresa para permanecerem em seus postos, não querem apenas um salário justo. Como parte de suas necessidades a ser atendidas, o salário, aparece apenas em quarto lugar.


Não estou querendo dizer que o dinheiro não é importante. Não sou hipócrita. Claro que ganhar bem é muito bom, e nos alegramos muito quando conseguimos isso. Estou querendo dizer que os líderes precisam também “Reconhecer o bom trabalho do colaborador”, dar a ele “Oportunidades dentro da empresa” e propiciar que haja um “Bom ambiente”.


Dê apenas um bom salário, e lentamente começará a perder as estelas da companhia para a concorrência. Isso é um fato praticamente incontestável. Se é tão óbvio, por que é tão difícil para os líderes aplicarem essas três regras em suas equipes, tornado-as melhores e mais competitivas?

Um forte abraço a todos,

Fernando Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários
  • frankc Medeiros
    26 de fevereiro de 2013 ás 01:01

    Tenho 11 anos de liderança em produção. Certa vez o meu supervisor me chamou a atenção porque estava me achando muito operacional. Detalhe: Eu jamais abandonei as minhas equipes de colaboradores, dando-lhes todo o suporte necessário para que realizassem um bom trabalho. Acredito que a integração entre líderes e colaboradores é de fundamental importância para o trabalho em equipe. Os líderes têm que participar, para conhecerem todas as dificuldades das excuções de todas as funções, ganhando assim, o respeito e a admiração de todos.
    Ao final de cada turno de trabalho, um muito obrigado o qualque outro elogio é de grande serventia.
    O líder Taylorista/Fordista tem que sair de cena.

  • HELVECIO LEANDRO
    9 de maio de 2015 ás 18:28

    Realmente eu já abri mão de cargo de gestor,pelos motivos da matéria e foi melhor naquele momento, hoje penso se deveria ter feito diferente, e difícil quando suas ideias fazem diferença na sua performance e quando que compartilhar as coisa não acontece , talvez por medo de você aparecer muito, o que você acha?

  • antonia
    11 de maio de 2015 ás 08:43

    Oportunidades isto é muito importante . A empresa que trabalho sabe reconhecer o potencial da equipe e da a eles a chance de crescer . eu por exemplo era a faxineira hoje sou uma competente consultora de vendas .

Total
0