E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Não copie, crie

Não copie, crie

O ano de 2016 terminou, porém muitas empresas e profissionais ficaram estagnados a crise sem saber ao certo qual caminho seguir, a fim de superar a queda nas vendas e nos negócios, mas por quê? Porque muitos não perceberam que para sobreviver a tempos difíceis há necessidade de se inovar, criar e ter diferenciais de mercado que possam impulsionar as vendas para terem resultados financeiros positivos. A falta de profissionais competentes no mercado que enxergue nas dificuldades a boa oportunidade de inovar e criar é um dos grandes desafios da era moderna em tempos de economia em queda.

 

Não basta ter diploma de especialização nas melhores universidades ao redor do mundo, se o profissional em questão não é criativo, não possui conhecimentos básicos de economia e tampouco visão de mercado. Nos últimos tempos tem ocorrido uma invasão de profissionais inaptos a enfrentarem dificuldades, o que reforça a ineficiência das empresas mediante os problemas financeiros. A questão chega a ser qual o verdadeiro motivo para algumas empresas não perderem o equilíbrio frente à mediocridade do mercado na atualidade? Se olharmos lá trás e analisarmos detalhadamente a história de algumas organizações que eram absolutamente nada, conseguiremos enxergar qual foi o pulo do gato dado por elas em tempos de crise econômica.

 

A visão de mercado a longo prazo, e o incentivo pela criatividade dos profissionais faz com que muitos empresários se adaptem a nova realidade, pois não basta apenas querer, há a necessidade de se transformar e se adequar as novidades. Neste caso podemos citar um exemplo bem simples do dia-a-dia que auxiliará os empresários e profissionais a tomarem as decisões corretas em épocas de sobrevivência, e ser um diferencial no mundo dos negócios. A dona de casa acostumada a ir ao supermercado para fazer compras mensais, percebe que já não consegue mais comprar a mesma quantidade de produtos como antes da crise, porém como se adaptar a nova realidade? Simples, apenas comprando alimentos e produtos mais baratos que possam substituir os anteriores, além de utilizar a criatividade para fazer novos pratos tão apetitosos e saudáveis.

 

A mesma receita deve ser utilizada pelos empresários, substituir, criar e inovar produtos e serviços tão bons quanto os anteriores, porém eficientes e baratos sem perder a qualidade e para um maior número de clientes. Difícil? Não, quando se tem visão de negócios. O que não pode acontecer é copiar, plagiar ideias, produtos e serviços de profissionais que por algum tempo desenvolveram pesquisas, a fim de saber qual o melhor mercado a ser atingindo em tempos difíceis. A cópia demonstra falta de criatividade, comodismo e mediocridade, o que detona o futuro do empreendedor.

 

Há várias tendências a serem exploradas no mercado, e cada qual com suas particularidades, que faz com que a criatividade se aflore criando produtos eficientes. Criar nem sempre necessita de um alto investimento financeiro, e sim idéias simples e práticas que possam ser transformadas. Uma das muitas maneiras de inovar nos negócios está associada à criação de produtos e serviços relacionados aos seguintes segmentos:

 

  • Aquecimento global: energia renovável, materiais sustentáveis, reciclagem;
  • Turismo: programas diferenciados para a terceira idade;
  • Soluções tecnológicas: para entregas de equipamentos pesados ao redor do mundo, que sejam mais eficientes e com menos perda;
  • Vestuário: desenvolvimento de técnicas sustentáveis na fabricação de roupas que não agridem o meio ambiente, além de malharia propicia há pessoas com doenças específicas;
  • Pesquisas: dos mais variados segmentos que sejam necessárias no desenvolvimento humano e tecnológico;
  • Produtos artesanais: criação de metodologias mais produtivas e com menos perdas para produtos artesanais;
  • Animais: criar produtos adequados para cada tipo de animal, além de serviços que seja acessível para todos os níveis sociais;
  • Produtos agrícolas: menos tóxicos e mais eficientes;
  • Mídia: processos para interagir a mídia social e a virtual.

 

Essas são apenas algumas dicas de como criar e inovar, porém se todos empreendedores e profissionais pararem e analisarem a variedade de segmentos que precisam de produtos inovadores, ideias variadas surgirão para proporcionar um mundo mais eficiente e mais humano, sem deixar de lado os resultados positivos para todos os envolvidos e interessados.

 

Vamos colocar nossa cabeça para funcionar e até o próximo artigo!

 

Abraços,

 

Comendadora Marisa Fonseca Diniz

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0