E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

O Incontestável Talento Feminino

O Incontestável Talento Feminino

Durante séculos, as diferenças entre homens e mulheres foram definidas socialmente e distorcidas através de uma lente de sexismo em que os homens assumiram superioridade sobre as mulheres e mantido por meio da dominação.
O tempo passou. Outros valores foram agregados e mesmo hoje, o mercado de trabalho ainda mostra distorções, discrepâncias salariais entre postos de trabalho (masculinos) e (femininos) em muitas áreas e segmentos de mercado. Longe de propor comparações aos leitores, minha proposta é enaltecer as qualidades que as mulheres já comprovaram, e na maioria das vezes nos servem de exemplo. Certa feita, eu ministrava palestra em uma empresa e fazia parte do script que ao final do evento, fossem premiados os campeões do mês. Os gestores (as) premiados (as) eram na proporção de 60% mulheres e 40% homens.

Perguntei à campeã (top) que resumisse em uma frase, os atributos vitoriosos da sua equipe – respondeu: “abolimos, se gente pode complicar, para que vamos facilitar?” – a força dessa frase estava na capacidade da ponderação, equilíbrio, foco e postura agente facilitadora. As mulheres têm quatro vezes mais células cerebrais (neurônios) que liga o lado direito e esquerdo do seu cérebro. Esta última descoberta fornece evidências físicas que suporta a observação de que os homens contam facilmente e mais pesadamente em seu lado esquerdo do cérebro para resolver um problema de um passo de cada vez. As mulheres têm um acesso mais eficiente a ambos os lados do cérebro e, portanto, maior uso de seu cérebro direito e podem se concentrar em mais do que um problema de cada vez e freqüentemente preferem resolver problemas através de múltiplas atividades ao mesmo tempo. Na infância, meninos expressam confusão e preferem praticar esportes, a participar ativamente de uma conversa entre cinco meninas, que estão discutindo até três assuntos de uma só vez! Mulheres tendem a serem intuitivas, pensadores globais.

As mulheres são muito hábeis em recordar informações, eventos ou experiências em que há um tema comum emocional. O lado direito do cérebro “faz sentido” das qualidades de voz como o tom, o volume. Ele também “faz sentido” de expressões faciais, gestos, linguagem corporal e os sentimentos que recebemos. Circunstancialmente, o nosso cérebro direito é nosso radar emocional. O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio a Pequenas e Médias Empresas) criou prêmios especiais, como: Mulheres Empreendedoras e Mulheres de Negócios, dada a importância da participação da mulher no mercado empreendedor brasileiro e o reconhecimento da gestão eficaz.

Cada vez mais as mulheres ganham destaque como profissionais e são reconhecidas por seu talento. Prova disso é a terceira edição do prêmio Mulheres mais Influente do Brasil, realizado pela revista Forbes, que mostra quem são as “poderosas” em vários setores, assim como, recentemente a escolha das 10 personalidades femininas mais influentes do mundo, de acordo com a mesma revista: Angela Merkel, 57 anos, chanceler da Alemanha; Hilary Clinton, 64 anos, secretária de Estado dos Estados Unidos; Dilma Rousseff, 63 anos, nossa presidente; Indra Nooyi, 55 anos, é a chefa executiva da Pepsico (EUA); Sheryl Sandberg, 41 anos, chefe de operações do Facebook; Melinda Gates, 47 anos, fundadora da Bill & Melinda Gates Foundation; Sonia Gandhi, 64 anos, presidente do congresso nacional da Índia; Michelle Obama, 47 anos, primeira dama dos Estados Unidos; Christine Lagarde, 55 anos, diretora do FMI; Irene Rosenfeld, 58 anos, CEO da Kraft Foods que comanda 127 mil funcionários em 170 países.

E nós vamos incluir também todas as doutoras em desenvolvimento infantil e em relações humanas. São mulheres que cumulam inúmeras responsabilidades e ficaram fora das listas: Maria, representando milhões delas tem a palavra – “sou responsável por uma equipe e já recebi quatro projetos. Trabalho em regime de dedicação exclusiva. O grau de exigência é de 14 horas por dia, às vezes até 24 horas. Minha equipe é formada por uma menina com 13 anos, outra com 7 e outra com 3, e meu mais novo projeto, um bebê de seis meses, testando uma nova tonalidade de voz”. E Maria completa que os ouve todas as necessidades – “Mãe, onde está meu sapato? Mãe me ajuda a fazer a lição? Mãe, o bebê não pára de chorar. Mãe, você me busca na escola? Mãe, você vai assistir a minha dança? Mãe, você compra? Mãe, e por vai”. E se sou uma doutora em desenvolvimento infantil e em relações humanas, o que seriam as avós? doutoras-sênior em desenvolvimento infantil e em relações humanas; as bisavós, doutoras executivas sênior; as tias, doutoras-assistentes; e todas as mulheres, mães, esposas, amigas e companheiras: doutoras na arte de fazer a vida melhor. Pensei: quão fantásticas as mulheres.

Dividir bem o tempo entre trabalho e família pode ser um desafio, mas é também um fator que ajuda a preparar melhor as mulheres para exercer cargos de liderança em grandes empresas. A avaliação é de Chieko Aoki, (dona do Blue Tree Hotels) e uma das principais empresárias do Brasil. “As várias jornadas que as mulheres precisam enfrentar deixam-nas mais preparadas e completas”, diz. Segundo ela, o planejamento e disciplina necessários para conciliar as demandas profissionais e domésticas tornam as mulheres “mais competentes e com visão mais ampla das coisas”. O resultado? “São profissionais bem preparadas e eficazes, que sabem maximizar o seu tempo, sendo executivas altamente valorizadas no mercado de trabalho”.
Luiza Helena (Superintendente rede Magazine Luiza), diz: “Acredito que homens e mulheres têm as mesmas chances de ter sucesso, desde que se empenhem e mostrem seu valor. Mas, quando elas se juntam, seja na educação dos filhos, nas empresas, em qualquer coisa, todos nós saímos ganhando muito mais”. Em uma de suas palestras afirmou: “Neste aspecto algumas qualidades femininas passaram a ser indispensáveis, como a flexibilidade, intuição, processo educativo e interação”.

“Existem três tipos de pessoas: as que deixam acontecer, as que fazem acontecer e as que perguntam o que aconteceu.” (John Richardson Jr.). Concluo que as mulheres estão inseridas na 2ª. alternativa; “FAZEM AS COISAS ACONTECEREM”. A nós homens recorrem ao mestre; “Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas.” (Charles Chaplin).
Abraço a todas (os)
Roberto Botelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 Comentários
  • Alessandra Fernandes Olivo
    19 de janeiro de 2013 ás 19:22

    Excelente publicação!!!

    Texto inteligente e verdadeiro!!!

    Só tenho à acrescentar, que qualidade de vida feminina cai na mesma proporção em que seu valor no mercado de trabalho sobe.Infelizmente!Pois a mulher “moderna” tem tripla jornada : a de mãe, a de dona de casa e a de profissional.

    Possuo alguma esperança que,de alguma forma, isso mude em um futuro muito proximo.

    Abs

    Alessandra Olivo

  • Rita Alonso
    28 de janeiro de 2013 ás 20:01

    Parabéns pelo texto, obrigada pelo convite e oportunidade de ler algo realmente inteligente!
    Abraços,

    Prof. Rita Alonso
    http://www.ritaalonso.com.br

  • Prezada Alessandra Olivo
    31 de janeiro de 2013 ás 19:49

    Agradeço seus comentários. Suas raízes construidas na região Cravinhence/Ribeirão Pretana, me faz recordar as antigas professoras/educadoras andavam “léguas” para levar um pouco de educação às crianças e adultos, nessa tripla ou quádrupla jornada, contruiram um país. Parabéns, a essa competente executiva da área comercial.

  • Roberto Botelho
    31 de janeiro de 2013 ás 19:58

    Prezada Prof. Rita Alonso.

    Agradeço o comentário vindo de uma expert, profissional da área educacional, psicologia, mestre das relações humanos. Atribuo essa pequena contribuição, a quem tanto faz na sociedade, “vós, essas excepcionais mulheres”.

  • Renildes Snak
    25 de fevereiro de 2013 ás 13:27

    O texto do colega Roberto Botelho expõe a realidade de uma mundo em que as mulheres tem ocupado cada vez mais espaço, fazendo trade off com muita competência, se expondo mais e com isso ganhando mais reconhecimento. Muito bacana ver a influência e o sucesso feminino no mundo. Eu acredito na complementariedade, acredito que a grande vantagem para as organizações se encontra em explorar talentos tanto femininos quanto masculinos. A soma das visões que por vezes parecem ser contraditórias é que geram as as conclusões mais completas para os variados problemas corporativos; e as idéias inteligentes que saem das cabeças de executivos, homens e mulheres competentes e em busca de inovação. Parabéns por levantar este assunto Roberto!!

  • Stela Freitas
    23 de abril de 2013 ás 19:58

    Oi Roberto , adorei seu artigo sobre essas mulheres sensacionais , e principalmente as anônimas ,que fazem milagres todos os dias pra viverem uma vida moderna , de jornada dupla, tripla , ainda assim de bom humor ….concordo com vc . Vou ler os outros artigos , assim fico te conhecendo melhor.Parabens , adorei!!!

  • Lucimar Menezes
    5 de maio de 2013 ás 13:29

    Roberto:
    Vindo de um homem, o texto fica ainda mais significativo. As mulheres são mesmo superlativas e capazes de enfrentar obstáculos múltiplos, rumo a seus projetos e sonhos. Só lamento um pouco ver que ,pela falta dela, hoje tão centrada em se superar na carreira, a família está perdendo seu eixo e a educação dos filhos sendo delegada. Conciliar tudo isso é um ato heroico para nós.

  • Renildes
    22 de maio de 2013 ás 00:02

    Obrigado pelo seu comentário. Meu fraternal abraço.

  • Estela Solfa
    27 de maio de 2013 ás 21:10

    Texto inteligente…com contexto realista e com final emocionante. Muito bem lembrado de todas as Marias, daquelas que cumprem jornadas intermináveis para proporcionar o melhor aos seus filhos. Gostaria apenas que o preconceito (que ainda existe), aos poucos vá se dissipando a ponto de cada vez mais ser maior o número de mulheres que se destacam. Obrigada pela oportunidade desta leitura.

  • DEISE MACHADO
    12 de agosto de 2013 ás 18:53

    Roberto, adorei o artigo. Parabéns. Está claro que as mulheres possuem uma visão mais sistêmica do cenário que o homem. Quando atuava em uma empresa privada, eu costumava dizer que homem para trabalhar em minha equipe, precisava atender o telefone, responder as minhas perguntas, enviar e-mail e observar o ambiente, tudo isso de uma única vez. Trabalhei com excelentes profissionais mulheres, mas nunca encontrei um homem que conseguisse desempenhar todas essas tarefas ao mesmo tempo. Em contrapartida o homem é realmente menos emocional e em determinados projetos você precisa de razão pura.
    Parabéns para nós mulheres. Eu me orgulho de ser mulher!!!

Total
0