E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Os perigos em indicar um colega

Os perigos em indicar um colega

Na verdade, quem já não indicou alguém a uma vaga de emprego? Penso que uma parcela considerável de pessoas já passou pela situação de se ver "quase obrigado", a indicar alguém a uma vaga em sua empresa.

Inesperadamente surge uma oportunidade em sua empresa. Você com sua boca grande comenta com seu melhor amigo. Nesse momento, por insistência de seu amigo, você sem alternativa, indica o filho dele para preencher a vaga tão disputada.

Como você goza de boa reputação, seu chefe considera levar em conta sua indicação. Após algumas entrevistas, sua indicação é aprovada. Bem, aqui começam seus problemas.

Considero que indicar alguém é uma faca de dois gumes; quer dizer, tem um lado positivo e um negativo. Como não consigo lembrar-me do lado positivo, vou mencionar os negativos.

1.    Você compromete sua reputação dentro da empresa. Como poderia imaginar que o filho de seu melhor amigo não era o que imaginava;
2.    Sua amizade fica estremecida;
3.    Finalmente, quando seu chefe o chama para informá-lo que sua indicação terá que ser demitida, a gozação dos colegas é inevitável;
4.    Seu chefe fica no seu pé por muito tempo.

Claro que indicar alguém não é tão ruim assim. Às vezes tudo sai bem. Porém, é bom lembrar que é uma responsabilidade grande. Sua reputação está em jogo.

Quando seu chefe da próxima vez lhe perguntar se tem alguém para indicar, pense muito bem antes de responder.

Em tempo: Esse assunto acaba de ser abordado por grande jornal amerciano. Hoje dia 16/11/2013 deixo um link muito legal para ratificar o que abordei nesse artigo. REVISTA FORBES,

 

Grande abraço a todos,

Fernando Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários
  • Sérgio Callejão
    13 de junho de 2011 ás 15:55

    De fato é delicado tal situação; porém, se não pudermos contar com as indicações, estaremos (nós, o público em busca de recolocação) limitando drasticamente a possibilidade de participação em entrevistas. Penso que uma indicação não deve, de forma nenhuma, responsabilizar o ” indicador da vaga” pelo sucesso ou fracasso do profissional indicado…A responsabilidade por isso deve ser da empresa contratante que, juntamente com os processos de RH é quem irá definir sobre sua contratação ou não…similar a qualquer outro candidato!

  • Marcos Fernandes de Oliveira
    20 de dezembro de 2012 ás 09:21

    Acho que é a experiência de alguem que fez uma indicação que por algum motivo não deu certo.Que toda indicação deve ser nuito bem ponderada é muito evidente.A indicação ou a referência profissional,é uma cacteristica do mercado brasileiro e 70% dos profissionais empregados,segundo o IBGE foram indicados.Acho que este caso é querer fazer da exeção,a regra.

  • Heitor Moreira Ribeiro Filho
    12 de outubro de 2013 ás 08:04

    Muito interessante,por estas e outras razões que os salarios estão despencando e o aumento da competitividade.Empresas não pagam nas contratações.Passivo e debito emocional,dependencias,processos de rh incompletos…Heitor Moreira

Total
0