E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Políticos acuados

Políticos acuados

 

Em meio a comoção com a tragédia com a queda do avião com os atletas da chapecoense, os políticos na calada da noite, aproveitaram de forma vil e sorrateira, ficaram até as 04hs da madrugada, para votar uma desfiguração do texto da Lei Anticorrupção, que na verdade foi quase que totalmente alterada para proteger a corrupção. Eles votaram de forma rápida, alterações para salvar seus próprios pescoços, pois já tem mais de uma centena de políticos envolvidos com o esquema de corrupção e muitos ainda vão aparecer com a delação premiada da Construtora Odebrecht.

 

Isso é mais um “tapa na cara” da população, pois esses deputados estão acabando com a democracia no Brasil, quando ficam criando leis para proteger seus esquemas de roubo de dinheiro público, roubo do meu dinheiro, roubo do seu dinheiro, que pagamos impostos pesadíssimos o ano inteiro.

 

Ontem, várias cidades fizeram um “panelaço” para vaiar a atitude desses crápulas do colarinho branco, que se aproveitaram de um momento de comoção nacional para tentar amordaçar os promotores e juízes da operação Lava Jato.

 

Renan Calheiros, presidente do Senado Federal, também tentou de forma sorrateira e sem escrúpulos, apressar a votação no senado sobre essa matéria, isso porque está acuado, pois tem uma dezena de processos de corrupção correndo na justiça contra ele.

 

Os procuradores, integrantes do ministério público e juízes que atuam na operação Lava Jato criticaram fortemente os parlamentares e ameaçaram abandonar os trabalhos na operação se tal lei for sancionada pelo Presidente Michel Temer.

 

Isso é o que esses crápulas do colarinho branco mais querem… A extinção da Lava Jato e o caminho aberto para a roubalheira.

Reflita sobre isso.

 

Quer saber mais sobre finanças e economia? Entre em contato com seu Consultor Financeiro pelo fone: 48 9 9949-7993.

Até a próxima semana!

 

Cristiano Brasil

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0