E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Quando os sonhos não decolam

Quando os sonhos não decolam

“Nunca se afaste de seus sonhos. Porque se eles se forem, você continuará vivendo, mas terá deixado de existir.” — Mark Twain

 

Acredito que a maioria das pessoas se enquadra nesse tema. Nem sempre, nossos planos e sonhos tem um final feliz. Se isso está acontecendo com você, saiba que não é o único e que não é o fim do mundo.

Por que alguns planos e sonhos não se concretizam? Por que as coisas dão errado?

Vamos discutir algumas razões e deixar algumas dicas, para que se possível, possa ajudá-lo a encontrar os fatores do fracasso, e o mais importante, corrigir a rota para o sucesso.

 

Infelizmente alguns planos quando saem do papel já estão mortos. São verdadeiros planos natimortos. Ideias incorretas, dados maquiados, dicas furadas, falta de planejamento e etc. Tudo isso faz com que empresas desapareçam num piscar de olhos, escorrendo ralo abaixo, carreando lágrimas, dor e muito sofrimento. E assim morrem muitos sonhos.

 

Problemas a serem evitados

 

Não vá atrás de “barbadas”. Não confie em seu instinto, ele pode estar comprometido. Algumas pessoas se auto sabotam, colocando a emoção à frente da razão. Se você deseja conquistar seu sonho, leve os “fatos” em consideração. Não importa qual seja o seu sonho, não acredite em nada fácil. Tudo na vida tem o seu preço. Sabe aqueles conselhos de que tudo vai acabar bem, não os leve muito a sério. Esteja sempre preparado para o pior, evite se per pego desprevenido. Essa por exemplo, sempre foi a estratégia usada por Bill Gates. Ele sempre trabalhava com a pior hipótese, com o pior cenário. Estava sempre a espera de ser surpreendido por uma má notícia, por isso estava sempre com o alerta vermelho ligado – segundo o livro de Jim Collins, “Feitas para durar”.

 

Algumas dicas

 

Tenha sempre um plano B na manga. Faça muita pesquisa antes de se lançar em qualquer empreitada. Desconfie sempre da opinião de amigos e familiares. Eles querem o seu bem, e às vezes, isso cega algumas obviedades. Coloque seus planos à avaliação de pessoas estranhas e especialistas. Ouça mais e fale menos. Quando decidir falar, faça muitas perguntas.

 

Lembre-se que se deseja, por exemplo, abrir um negócio, porque  muitos dizem ser  uma boa ideia, precisará de “caixa”. Não acredite que com pouco investimento ficará rico. Philip Kotler disse algo que gosto muito de lembrar: “Não há sonho que resista a falta de recursos.” Busque investidores, sócios etc. Saiba que sem planejamento e muito suor, nada acontecerá milagrosamente.

 

Mesmo com todos os cuidados e boa estratégia, nem sempre os sonhos decolam. Esteja sempre atento à uma coisa chamada concorrência. Ela não dorme e deseja muito roubar suas ideias, seus sonhos. Muitas ideias boas ficaram pelo caminho.

No entanto, não desista de correr atrás de seus sonhos. Estou apenas querendo dizer que não será fácil. Lembre-se que a determinação será sempre sua força propulsora. Não falo da determinação cega, mas sim a consciente.

Se você acha que tem uma boa ideia, lembre-se que pelo menos, cinco chineses já tiveram a mesma ideia e pelo menos dois já estão pondo em prática..

 

“Não há problema que seus sonhos o leve às nuvens, desde que seus pés estejam bem firmes no chão”. –  D.H. Thoreau

 

Obrigado e um forte abraço a todos.

 

Fernando Fernandes

crédito da imagem: rafaeldaluz.com.br

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 Comentários
  • Graça A Géa
    18 de abril de 2013 ás 09:58

    Parabens pelo artigo.
    Sonho e Razão…sempre juntos.
    Abs

  • Vera Silva
    20 de abril de 2013 ás 17:56

    Ótimo o seu artigo Fernando.
    Além de coerente, útil e super agradável de ler.

  • wilson dreux
    15 de outubro de 2013 ás 15:42

    A determinação consciente aliada ao preparo que deveremos ter, sem ser passional e se deixar levar pela emoção, dificilmente dará errado. Fernando obrigado pela emoção.

  • Dilson Santos
    15 de maio de 2014 ás 15:34

    Muito bom este artigo, parabéns.

  • Cintia Nunes
    18 de maio de 2014 ás 22:02

    Fernando, gostei muito do texto, e das citações, continue nos proporcionando leituras agradáveis como esta.

  • André Pinheiro
    28 de maio de 2014 ás 11:05

    Muito bom o artigo, dessa forma crescemos com consistência.

Total
0