E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Redução do IPI para Carros Zero Km

Redução do IPI para Carros Zero Km

No dia 21 de Maio de 2012, o Governo preocupado com o fraco desempenho do PIB (Produto Interno Bruno) lançou uma campanha de incentivos fiscais e o setor beneficiado foi o de veículos zero km.

Para carros com motorização até 1.000 cilindradas (1.0) importados, o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) passa de 37% para 30%. Carros com motorização de 1.000 a 2.000 cilindradas (2.0) o IPI passa de 43% á 36,5% para carros a gasolina e de 41% á 35,5% para carros bicombustíveis. Para veículos utilitários o IPI passa de 34% para 31%.

Já para carros nacionais ou com percentual de peças brasileiras, as regras são outras:
Carros populares, de 1.000 cilindradas (1.0) o IPI cai de 7% para Zero.

De 1.000 a 2.000 cilindradas (2.0), o IPI cai de 13% para 6,5% no caso dos veículos á Gasolina. Para os carros flex, o IPI de 11% passa para 5,5%. Para utilitários nacionais, o IPI passa de 4% para 1%.

Além disso, na hora de financiar seu carro novo, o governo também reduziu o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 2,5% para 1,5%.
O governo também fez um acordo com as montadoras, para que elas reduzam também o valor dos carros. Para veículos até 1.000 cilindradas as montadoras se comprometeram em reduzir os preços em 2,5%. Para carros de 1.000 a 2.000 cilindradas o desconto será de 1,5% e para utilitários de 1%.

Mas mesmo com esse pacote de redução nos impostos o Ministro da Fazenda Guido Mantega afirma que o PIB não crescerá 4,5% como prevê a meta do governo para o ano de 2012.

As concessionárias já registram aumento nas vendas de até 150% depois do anuncio da redução do IPI. Mas isso já tem data marcada para acabar, dia 31 de Agosto de 2012.
Mas as pessoas devem ter cuidado ainda é com os juros e o prazo de pagamentos, pois mesmo com juros de 0,99% ao mês, num prazo muito longo, o cliente ainda pode acabar pagando quase o valor de 2 (dois) carros.

exemplificar, um veículo no valor a vista de R$ 30 mil, a juros de 0.99% ao mês, parcelados em 60 meses, você vai pagar ao final o valor de R$ 42.800. Para um prazo mais longo, de 70 meses, o mesmo carro sairá no final das contas por R$ 59.800, quase o dobro.
Portanto a dica é cautela. Pesquise e peça descontos. Se tiver dinheiro para a entrada melhor, pois pagará menos juros.

Outra coisa que as pessoas devem atentar é que o mercado de carros usados acabou sendo impactado por esse pacote do governo. O veículo seminovo acabou perdendo preço nas revendas em torno de 15%. Se você pretende dar o seu veículo usado como entrada na troca por um novo, pagarão menos em seu carro.
Até a próxima semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0