E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Retrospectiva 2012 em 5 pontos

Retrospectiva 2012 em 5 pontos

O ano de 2012 foi marcado por muitas mudanças na área econômica e financeira do Brasil. Muitas dessas mudanças ocasionadas pelo próprio governo. Entre todos os acontecimentos durante 2012, destacamos esses 5 pontos:

1-Redução da Taxa Básica de Juros – SELIC

A Taxa SELIC é a taxa básica de Juros do Pais, onde se baseia a rentabilidade dos investimentos de renda fixa no Brasil sobretudo.

Antigamente essa taxa era bem grande, em torno de 25% ao ano. Isso quer dizer que o investidor poderia investir seu dinheiro praticamente sem risco e ganhar em torno de 25% ao ano. Os tempos mudaram e a economia brasileira amadureceu e hoje estamos com a menor taxa de juros da história do país: 7,25% ao ano.

O governo utiliza a taxa Selic como uma ferramenta econômica, entre outras, para controlar a Inflação. Na medida que a inflação é “controlada”, as taxas podem ir baixando progressivamente, reduzindo assim os juros que o governo deve pagar pela dívida interna e externa.

2-Redução das taxas de juros bancários

O governo iniciou uma campanha de redução de juros bancários pelos bancos públicos (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) para forçar os bancos privados a também baixarem suas taxas. Caso não baixassem suas taxas os bancos iriam perder milhares de clientes para os bancos públicos. A campanha tem dado certo, pois as taxas de juros do cartão de crédito, cheque especial, empréstimos caíram bastante, mas sempre é bom você pesquisar entre vários bancos, antes de pegar algum tipo de empréstimo ou financiamento.

3-Redução do IPI (Imposto Produto Industrializado)

O governo reduziu o IPI de diversos produtos do decorrer do ano, para estimular o consumo e mover a economia, gerar emprego e renda. Reduziu em 2012 o IPI dos Carros Zero KM com fabricação nacional, produtos da linha branca (máquinas de lavar, geladeiras, fogões e micro ondas) mas aumentou em contra partida o IPI sobre bebidas frias (cervejas, refrigerantes e água mineral)

4-Redução da Rentabilidade da Caderneta de Poupança

Em 2012 o governo da Presidenta Dilma fez uma forte mudança nas regras de rentabilidade de um produto financeiro muito utilizado pelo brasileiro, a Caderneta de Poupança. Antes a caderneta de poupança rentabilizada ao ano 6,17% + TR (Taxa Referencial) que rentabiliza em torno de 1%. No total a poupança rendia em torno de 7% ao ano.

Depois das mudanças, a caderneta de poupança passou a render 70% da Taxa Selic + TR. Isso é, hoje a taxa Selic está em 7,25%, sua poupança está rendendo 70% disso, isso é: 5,07% ao ano.

Se levar em conta que a inflação de 2012 fechara em torno de 6%, você perdeu dinheiro deixando seu rico dinheiro na caderneta de poupança.

5-Crescimento do PIB Brasileiro

O governo no inicio do ano, falava que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) que é a soma de todas as riquezas produzidas no país, seria algo em torno de 3%. Na realidade o crescimento será de apenas 1% em 2012. Isso é muito ruim para o Brasil, que só á frente do Paraguai em crescimento, em comparação aos Países da América Latina.

Embora o governo tenha tentado por diversas formas, reduzir os custos de juros bancários, juros básicos da economia, redução de impostos, no caso do IPI, isso não refletiu em crescimento econômico para o País. Mas acredito, opinião minha, que isso se deve ainda á alta carga tributária, que é uma das maiores do mundo.

O Brasil se orgulha em ser a sexta economia mundial, mas esta na posição 88 entre 127 nações no que diz respeito á Educação, de acordo com o último relatório da UNESCO.

Enquanto o governo não mudar a forma de cobrar impostos e a forma de devolver esses impostos em forma de serviços para a população, estaremos sempre na “lanterninha” do desenvolvimento mundial.

Até a próxima!!
Cristiano Brasil

Cristiano Brasil
Empresário, Palestrante, Pós graduado MBA em Gestão Financeira e Pós graduado Especialista em Mercado de Capitais, Certificado a atuar como Agente de Investimentos credenciado á Corretora Geral Investimentos e Câmbio, Sócio Diretor da i9 Investimentos. Presta auxilio no planejamento financeiro de famílias, casais, pessoas físicas e jurídicas.

Certificado ANCORD credenciado junto á CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e BACEN (Banco Central do Brasil). Certificado PQO seguimento BM&F e BOVESPA credenciado junto á Bolsa de Valores.

Autor do livro de Bolso “A Cartilha do Dinheiro” onde lista mais de 80 dicas de como a família pode economizar no dia-a-dia.

Cristiano Brasil é Vice Presidente Regional do CEJESC (Conselho Estadual do Jovem Empreendedor de SC) para o Extremo Sul Catarinense.

contato@i9investimentos.com.br
+55 (48) 9949-7993
+55 (48) 9958-4168
http://www.poupeeinvista.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem comentários
Total
0