E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Seja um líder inspirador – Acredite, você não é infalível

Seja um líder inspirador – Acredite, você não é infalível

“Você só será infalível quando estiver morto”. – F. Fernandes

 

Infelizmente, em minha longa carreira, já me deparei com alguns imbecis travestidos de líderes que acreditavam piamente serem infalíveis.  Eles se achavam “os caras”. A palavra deles era com uma ordem real que jamais poderia ser contestada.

 

Bem, claro que o caro leitor também já deve ter passado por momentos funestos como esses. No entanto, liderança inspiradora é exatamente o oposto, a antítese disso. O líder inspirador jamais deve acreditar que é infalível, que suas ideias são as melhores e que a sua palavra não pode ser contestada. Quando qualquer problema vem à tona, o líder inspirador não procura culpados, ele procura soluções. Ele não aponta o dedo.

 

Segundo Jack Welch, Donald Keough e muitos outros líderes, o líder inspirador não empurra a sujeira para debaixo do tapete. Ele os trás à tona e faz a “mea culpa”.  Tome por exemplo os casos de corrupção que abalaram o nosso governo. Quantas empresas multinacionais, ao descobrirem que seus funcionários pagaram propina para obterem vantagem foram à imprensa para se desculparem com seus clientes e fornecedores? Se você não consegue se lembrar, nem eu. Isso é um tremendo erro estratégico. Se esconder, achando talvez que as pessoas esquecerão é como empurrar a sujeira para debaixo do tapete. Um dia alguém vai levantar o tapete.

 

Quando Jack Welch era CEO da GE, um escândalo parecido aconteceu. Um diretor da GE estava recebendo propina de um grande multinacional chinesa e foi descoberto. Jack Welch nos conta que a primeira providência, após demitir o tal funcionário, foi ir à imprensa e fazer a mea culpa. A GE deu a cara para bater. Nem sempre os líderes no alto escalão sabem o que seus subalternos fazem. O resultado foi que a GE conseguiu passar muito bem pela crise da época. Isso é liderança inspiradora meus amigos. (esse episódio foi tirado do livro “Paixão por vencer” de Jack Welch)

 

Não quero reinventar a roda, mas fico abismado com a capacidade de muitos líderes quanto a se acharem infalíveis.  Alguns chegam até se acharem semideuses. No entanto, o líder inspirador admite suas falhas, não tenta esconder seus erros. Isso gera confiança, cria uma liga quase indissolúvel entre os liderados.

 

“Se você acha que é um líder que não comete erros, bem vindo ao cemitério”.

 

 

Grande abraço a todos,

 

 

Fernando Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários
  • Marcos Correia
    18 de julho de 2015 ás 19:36

    Tempos atrás eu diria ser impensável que perfis assim ainda existiam.
    Mas a verdade é que por mais que tudo evolua, eles sempre vão existir… Frutos de uma gestão passada a que se subordinavam e assim aprenderam, sem ter tido a visão de que podiam fazer diferente e melhor; frutos de um despreparo ocasionado por queimas de etapas na carreira, etc…

  • Tânia Fabíola
    29 de julho de 2015 ás 06:51

    Gostaria de receber mail sobre este assunto.

  • Rafael Alfredo
    23 de novembro de 2016 ás 19:15

    é ótimo saber da real mania que temos. Pois é possível ter ótimos retornos da própria residência.

Total
0