E-mail: cases@programacases.com.br
Siga-nos:
Topo

Vamos falar do ENTUSIASMO?

Vamos falar do ENTUSIASMO?

Vamos falar da importância do "Entusiasmo" para o sucesso profissional. Não é apenas numa apresentação de vendas, que o entusiasmo é necessário. Por exemplo, se um advogado precisar convencer as pessoas que seu cliente é inocente, ele precisará usar de muito entusiasmo. Todos os profissionais que precisam "vender" alguma coisa, também necessitam de entusiasmo para convencer seus clientes.

Eu costumo comparar o entusiasmo a um grande magneto. As pessoas são naturalmente atraídas e ficam hipnotizadas diante de alguém que esbanja entusiasmo. Não estou falando do "bobo alegre". Estou falando de pessoas com capacidade de convencimento, usando apenas sua voz e seu corpo como instrumentos de suas ideias.

Quando estiver para fazer uma apresentação de vendas ou uma apresentação para seu chefe, lembre-se de uma coisa: "uma boa ideia ou um bom produto, sendo apresentada de forma medíocre, tem menos chances do que uma ideia medíocre apresentada de forma entusiástica".

Quem vem à sua mente quando o tema é entusiasmo? Costumo dizer que o entusiasmo teve grande responsabilidade em transformar um camelô em milionário. Estou falando de Silvio Santos. Não foi por acaso que ele se transformou no maior comunicador desse país. Outros apresentadores acreditam que gritar ou falar alto, são demonstrações de entusiasmo. Ao contrário, o entusiasmo de Silvio Santos pode ser visto em sua forma de falar, de conversar, de sorrir, de perguntar e às vezes até em dar uma bronca.


Sendo assim, gostaria de incentivá-los a colocar uma pitada de entusiasmo em suas vidas. Esse entusiasmo acabará salpicando em outras particularidades do dia a dia, causando bons resultados.

"Nenhuma obra grandiosa jamais foi realizada sem entusiasmo" – Ralph Waldo Emerson

Um grande abraço a todos,

Fernando Fernandes

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1Comentário
  • Gláucia de Castro
    30 de abril de 2013 ás 11:12

    Bom dia!

    Fernando, a obra sem entusiasmo é morta.
    O negócio é colocar alma em tudo que se faz, o retorno positivo é garantido.
    Abçs.

Total
0